Alarme de Incêndio

DEFINIÇÃO

     Dispositivo eletrônico de acionamentos manuais, ligados a uma central de aviso (central de alarme) e a um sistema de som (sirenes), destinado a avisar aos ocupantes do edifício por ocasião da ocorrência de um incêndio.

OBJETIVO

     Alertar aos ocupantes de uma edificação ou instalação a ocorrência de um princípio de incêndio.

RECOMENDAÇÕES BÁSICAS

  • A Central de Alarme deve ficar em local de vigilância permanente e com fácil visualização;
  • O Sistema de alarme deve ter bateria recarregável que assegura o funcionamento mínimo por uma hora, uma sonorização bi-tonal que não possa ser confundida com a de outras fontes e indicação visual, no quadro supervisor (central), de defeito na alimentação elétrica ou na fiação;
  • Deve ser dotado de dispositivo de tempo que retenha o alarme geral, por meio de chave localizada no quadro supervisor geral, com retardo por até um minuto. Nas edificações sem portaria de atendimento, guarda ou zelador, os alertadores acústicos de incêndio devem ser atuados tão logo ativado qualquer acionador manual e aquelas dotadas de dispositivo de tempo de retardo, é obrigatória a instalação de dispositivo que permita ao zelador ou responsável, de qualquer ponto, dar o alarme geral;
  • Os acionadores devem dotados de dispositivo luminoso, tipo led ou similar, que indique estar em condições de funcionamento;
  • As baterias devem estar em local ventiladas e protegidas contra danos mecânicos;
  • A altura do acionador manual deve ser entre 1,20 e 1,60 metros;
  • As sirenes devem ser audíveis em toda a edificação. Em locais de reunião de público, hospitais, hipermercados (e assemelhados) o sistema deve ser setorizado (para evitar pânico), ligado a dispositivos luminosos e/ou alto-falantes, em substituição a sirenes. Nestes locais deve haver ainda equipe de Brigada de Incêndio bem treinada;
  • O percurso máximo de caminhamento para se atingir um acionador manual é de 30 metros (da LC 420/98 do Município de Porto alegre), sendo que pela NBR 9441, este percurso é de 16 metros;
  • Nos pavimentos em que se situam apenas a casa de máquina dos elevadores e/ou equipamentos similares é dispensada a instalação de acionadores de alarme.

CENTRAL DE ALARME DE INCÊNDIO SLIM

alarme slim1     A central de alarme de incêndio Slim híbrida é fabricada com design moderno, desenvolvida com alta tecnologia eletrônica a qual permite alertar com rapidez a existência de qualquer princípio de incêndio.

     É alimentada com tensão de 100 a 245 Vac bivolt automático, operação autônoma com duas baterias de 12 Vdc e processamento inteligente que otimiza a vida útil da bateria. Possui 4 laços distintos, com capacidade de 32 dispositivos por laço. Foi projetada para instalações prediais e residenciais. Devido ao seu grau de proteção IP20 deve ser instalada em ambientes internos.

     Não é recomendada a instalação de dispositivos convencionais e endereçáveis no mesmo laço. Na central Slim é possível instalar laços convencionais e endereçáveis, desde que respeitando a exclusividade de cada laço.

Características

  • Fácil de programar e instalar
  • Facilidade em operar e visualizar eventos
  • Biblioteca interna que facilicita a programação de dispositivos no modo endereçável
  • Armazena até 256 eventos
  • Possui 4 laços com capacidade de até 32 dispositivos por laço
  • Topologia de instalação endereçável classe B
  • Baterias acompanham o produto

DETECTOR DE FUMAÇA ENDEREÇÁVEL - DFE 320

detectorfumaca1     O DFE 320 tem design moderno e alta tecnologia eletrônica, associando eficiência, confiabilidade, facilidade de instalação e manutenção. Possui câmara de detecção selada contra o fluxo de pressão de ar, sujeira e insetos, capaz de detectar partículas de fumaça produzidas por inúmeras fontes de combustão.

Sem falsos disparos
     O seu sistema de filtro verifica indícios iniciais de fogo e reduz alarmes falsos. O detector, quando acionado, envia uma mensagem automática à central de alarme de incêndio, informando sua localização exata através do endereço definido na chave seletora.

Seguro e confiável
     Com índice de proteção IP 20 e fabricado em material anticorrosivos e antimofo, o DTE 320 é a melhor opção para locais úmidos, como o litoral. Além disso, ele segue a norma 17240 que especifica os requisitos para projeto, instalação, comissionamento e manutenção de sistemas manuais e automáticos de detecção e alarme de incêndio.

ACIONADOR MANUAL ENDEREÇÁVEL QUEBRE O VIDRO COM SIRENE

alarme quebre o vidro com sirene     O acionador tipo “QUEBRE O VIDRO” endereçável, possui um interruptor que, rompendose o vidro, aciona o alarme. Possui a função 2 em 1, além de permitir o acionamento no modo manual o produto possui uma sirene para alertar o sinistro. LED verde (NORMAL - sistema funcionando) e LED vermelho (FOGO - Alarme). Quando for acionado em uma emergência mandará um sinal automaticamente informando o seu código (laço) de localização para a central de alarme de incêndio. Devido ao seu grau de proteção IP20, deve ser instalado em ambientes internos.

Características

  • LED verde para indicação de sistema normal
  • LED vermelho para indicação de alarme
  • Sirene piezoelétrica incorporada
  • Conexão por borne
  • Pressão sonora acima de 90 dB
  • Grau de proteção IP20
  • Indicado para instalação em ambiente interno